Na segunda entrevista para a revista People, concedida no evento da Juicy Couture no dia 19 de Julho em Nova York, dessa vez voltada para a parte focada em maternidade, Candice fala sobre seus pensamentos sobre parto natural, o tipo de parto que escolheu para o nascimento de seu filho, e sobre a maternidade. Confira abaixo:

Já faz 10 meses desde que Candice Swanepoel se tornou mãe, mas ainda lembra dos detalhes de seu parto “natural, sem drogas”.

“Eu não quero deixar ninguém de fora de ter filhos”, a Angel da Victoria’s Secret de 28 anos e o rosto da nova fragrância da Juicy Couture Viva La Juicy Glacé diz a People quando perguntado se o nascimento do filho Anacã foi doloroso.

“Eu acho que a sociedade fez as mulheres terem medo de dar à luz [de parto natural], mas é totalmente possível se você se prepara do jeito certo”, ela acrescenta.

Swanepoel – que está noiva do pai de Anacã, seu namorado de longa data e parceiro modelo Hermann Nicoli – já está de volta a fotografar para a famosa marca de lingerie, mas ela diz que não sentiu a pressão para voltar para a sua figura pré-bebê de ninguém além de ela mesma.

“Eu estava realmente surpresa com a rapidez com que o corpo pode voltar. Somos criaturas maravilhosas”, diz ela. “Definitivamente na marca de três ou quatro meses, eu estava tipo, ‘Oh, isso vai voltar?’ Eu estava pensando apenas em cuidar do bebê. A amamentação também ajuda”.

Depois de faltar ao Victoria’s Secret Fashion Show do ano passado devido ao nascimento de seu bebê, a nova mãe diz que planeja desfilar no show de Novembro, chamando a modelagem “uma industria mais feminina” quando perguntado se ela ficaria bem com Anacã seguindo os passos de seus pais.

“Eu sinto que eu poderia fazer melhor como modelo feminino. Se eu tivesse uma filha e sentisse que ela poderia fazer muito bem, estaria tudo bem”, explica Swanepoel. “Eu não acho que gostaria que ela entrasse nisso, a menos que soubesse que ela faria muito bem. Porque é incrível, mas não é super fácil”.

A melhor parte da maternidade para a superstar do estilo? “Tudo”, ela diz. “Ele está sendo tão doce e tão bom. Todo mundo é como: ‘Você é tão abençoada com um bom bebê’. Sinto que o próximo será um terror apenas para me lembrar”.

O nome do bebê de Swanepoel, Anacã, é Português e foi “originalmente escrito de forma diferente”, revela, explicando que o nome foi inspirado por bons amigos do casal do Brasil nativo de Nicoli.

“É um nome indígena da Amazônia”, diz Swanepoel. “Eu sempre fui maravilhada com a cultura indiana do Brasil porque eu vim de uma cultura tão forte na África do Sul – a área dos Zulu. A cultura forte é realmente incrível para mim, então estávamos falando nomes [e] foi o primeiro que apareceu em nossas cabeças que nós dois gostamos”.

O nome de Anacã não é a única influência que o menininho receberá dos antecedentes de de seus pais. Swanepoel compartilhar que ela planeja incutir algumas maneiras de que ela cresceu durante a infância de seu filho.

“Nós tivemos a educação mais incrível em uma fazenda e foram apenas livres, a África do Sul é culturalmente super diferente daqui”, diz ela. “Mas eu estava no Brasil com ele até os cinco meses, então vim para cá”.

“Então eu ainda estou tentando sentir isso. Mas Nova York é incrível”, continua a modelo. “Há tantos parques, aulas e apenas uma incrível exposição a tantas coisas incríveis”.

 

Fonte | Tradução e Adaptação: Candice Swanepoel Brasil.